News details

Read the full story here

Com avanços, assembleia aprova acordo específico na Rhodia, em Paulína

 

Os trabalhadores do setor administrativo da Rhodia Brasil, em Paulínia, em assembleia na manhã de hoje (30/11/12) aprovaram assinar o acordo específico com a multinacional, relativo à campanha salarial 2012 da categoria química.

Após uma paralisação por 24 horas (foto acima, de João Zinclar), a título de pressão, dos aproximadamente um mil trabalhadores no dia 14 de novembro, a Rhodia propôs estender para 180 dias o período de licença maternidade e a Merial em pagar um abono de R$ 350,00 em janeiro. Ambas são integrantes do chamado “condomínio Rhodia”, em Paulínia.

Rhodia tenta na Justiça impedir
campanha salarial. E perde

Após a paralisação no dia 24 de novembro (foto acima, de João Zinclar), a Rhodia entrou na Justiça de Paulínia com uma ação cautelar com o objetivo de evitar uma greve na empresa. Ela queria que fosse garantida a permanência de pelo menos 50% dos trabalhadores em suas funções, e que o Unificados fosse multado em R$ 50 mil por dia caso isso não fosse cumprido. Ou seja, queria impedir o livre prosseguimento da campanha salarial por parte de seus trabalhadores, o que é um direito garantido na Constituição. No entanto, o juiz indeferiu o pedido sob a justificativa de que ele “não se justifica”.

Luta garante aumento de 9%
na Telstar, em Vinhedo,
além de outros avanços

Os trabalhadores da Telstar Abrasivos Ltda., em Vinhedo, conquistaram um reajuste salarial de 9% – aumento real de 3,1% -, a participação nos lucros e resultados (PLR) de R$ 1.300,00 melhorias na cesta básica e aumento no valor do tíquete refeição.

Eles estavam mobilizados e fizeram várias assembleias para garantir um acordo específico com a empresa em condições melhores do que o acordo coletivo da categoria. E alcançaram o objetivo. No acordo coletivo da categoria o reajuste salarial é de 7,58% – aumento real de 1,9% e a plr é de R$ 830,00.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados