News details

Read the full story here

Com avanços, termina greve de 15 dias na ITW PPF, em Valinhos

 

Após 15 dias de greve que paralisou a produção da ITW PPF Brasil Adesivos, em assembleia (foto acima, com o dirigente Francisco Natal) na manhã de hoje (14/12/12) os trabalhadores aprovaram um acordo proposto em audiência realizada na tarde de ontem na Justiça do Trabalho. A greve teve início em 29 de novembro, motivada pela recusa da ITW em atender, e até mesmo abrir negociações, sobre as reivindicações específicas a ela apresentadas na campanha salarial 2012 da categoria.

Em 08 de novembro já ocorrera uma paralisação da produção por 2h30 minutos, pelo mesmo motivo. Naquele dia, sob pressão da mobilização, a empresa se propôs a fazer uma reunião com os trabalhadores e o sindicato, no dia 22 de novembro, mas nela se manteve intransigente na posição de nada ceder.

O acordo

• O convênio médico será uniformizado, pois hoje a chefia possui plano diferenciado dos trabalhadores na produção.

• O tíquete alimentação não sofrerá mais descontos em razão de faltas justificadas. Nas injustificadas, até 16 horas não haverá descontos, de 17 a 48 horas ele será de 20%, e de 50% acima de 48 horas.

• Estabilidade no emprego por 60 dias.

• Não haverá desconto em folha dos dias parados em razão da greve. Posteriormente, será negociada uma compensação de jornada para 50% destas horas.

Ainda segundo os trabalhadores, bastante importante no movimento foi a tomada de consciência que, com união e organização, é possível fazer mobilizações na defesa de direitos e de avanços em novas conquistas.

LEIA TAMBÉM

* Festa de Fim de Ano no Cefol Campinas/Vinhedo e Osasco, no domingo (16/12)

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados