News details

Read the full story here
amanco01

Campanha salarial setor químico: audiência termina sem conciliação. Luta continua!

Na tarde desta quinta-feira, 15/12, foi realizada uma audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região, em São Paulo, porém não houve conciliação e, portanto, o processo seguirá para decisão judicial. O sindicato solicitou que o dissídio seja julgado pelo Tribunal Regional do Trabalho da 15 ª Região, em Campinas, cidade de nossa base territorial.

A reivindicação apresentada pelo sindicato é a de aplicação do reajuste integral, sem teto, como foi feito por mais de 100 empresas de nossa base que aceitaram firmar acordo direto com a Regional Campinas do Unificados.

Na avaliação da direção do Unificados, ao levar a decisão sobre o reajuste  para a Justiça, os patrões podem dar um tiro no pé. Isso porque podem ter que repor a inflação retroativa a data base 1º de novembro sem teto, ou seja, igual para todos.

O Unificados segue em luta na porta das fábricas, com assembleias, atraso de jornada e greves para pressionar os patrões a atender as reivindicações de campanha salarial.

Estado de greve na Amanco

Trabalhadores da Mexichem Brasi (Amanco), em Sumaré, aprovaram estado de greve em assembleias realizadas ontem (14/12). Confira a reportagem da TV Movimento sobre a luta nas fábricas químicas:

 

 

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados