News details

Read the full story here

Trabalhadores da PVTEC fazem passeata/protesto no centro de Campinas

Os trabalhadores da PVTEC Polímeros fizeram uma passeata em protesto pelo não recebimento há quatro meses de seus salários, além de outras irregularidades trabalhistas existentes na empresa, na tarde de 18 de janeiro, em Campinas. A marcha a pé, em percurso de quase 9 kms, teve início na PVTEC, às margens da rodovia Anhanguera, passou por diversas avenidas centrais da cidade e se encerrou com atos no Largo do Rosário e, posteriormente, em frente à Prefeitura Municipal, na avenida Anchieta.

Quatro meses sem salários

Desde o mês de outubro os aproximadamente 700 trabalhadores da PVTEC estão sem receber salários e vales quinzenais. O 13º salário não foi pago e as férias estão vencidas. A empresa também não recolhe o FGTS há seis meses e não repassa ao INSS a contribuição mensal dos trabalhadores.


A manifestação teve o objetivo de tornar pública a dificuldade que passam os trabalhadores, bem como de pressionar os poderes municipais e para que o Ministério Público se manifeste de forma mais ágil e efetiva no processo movido pelo Sindicato Químicos Unificados em relação a estas dívidas e irregularidades trabalhistas da PVTEC.

Preconceito


Embora a manifestação em frente à prefeitura tenha se limitado à pista de tráfego da avenida Anchieta, há quase 50 metros das portarias do Paço, de forma totalmente desnecessária, e até mesmo preconceituosa, a Guarda Municipal foi mobilizada para fazer uma fileira de agentes em frente à entrada principal do Paço (foto acima), inclusive com cães.

Imagens da passeata e dos atos

[nggallery id=59]


LEIA TAMBÉM

•   Acidente mata João Zinclar, militante e fotógrafo dos movimentos de trabalhadores e sociais – Velório começa hoje (domingo) às 20h no Cemitério dos Amarais. Enterro será amanhã cedo, no mesmo local

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados