News details

Read the full story here
WhatsApp Image 2018-05-28 at 08.48.14

Unificados apoia a greve dos caminhoneiros e dos petroleiros

O Sindicato Químicos Unificados se solidariza com a greve dos caminhoneiros e apoia as mobilizações dos petroleiros em defesa da Petrobrás. Dirigentes da Regional Campinas do Unificados/Intersindical Central da Classe Trabalhadora participaram de um ato com atraso de jornada na refinaria de Paulínia (Replan) na manhã desta segunda-feira, 28/05, em preparação de uma paralisação no setor por 72h com início na quarta-feira, 30/05.

As sedes e subsedes do Unificados em Campinas e Osasco estão fechadas. Aguardaremos os desdobramentos das greves para informar quando o atendimento será retomado. Convocamos todas e todos, que tiverem condições, a comparecer aos atos organizados pelas frentes Povo Sem Medo e Brasil Popular em São Paulo e Campinas em defesa da Petrobrás, pela alteração da política de preços da Petrobras, contra a privatização da empresa, em defesa da redução contundente dos preços do óleo diesel, da gasolina e do gás de cozinha e a garantia da democracia.

Em Campinas a concentração começa a partir das 16h no Largo do Rosário, centro. Já na capital, a manifestação está marcada para as 18h, em frente ao prédio da Petrobrás na Avenida Paulista, número 901.

Greve dos caminhoneiros parou o Brasil
A greve dos caminhoneiros entra no seu oitavo dia. Apesar do acordo firmado ontem entre o governo e associações, o movimento grevista continua porque a mobilização ganhou grandes proporções e porque as medidas anunciadas não alteram de fato a política de aumentos constantes que afeta toda a população brasileira (leia mais abaixo).

Petroleiros farão greve
Também a categoria dos petroleiros já havia anunciado preparação de uma greve contra os aumentos dos preços do gás e do combustível, praticados com frequência após o golpe, quando Temer colocou Pedro Parente como presidente da Petrobrás (vale lembrar que quando Parente foi ministro das Minas e Energia durante o governo Fernando Henrique Cardoso, o Brasil enfrentou apagões).

 

WhatsApp Image 2018-05-28 at 08.27.18WhatsApp Image 2018-05-28 at 08.27.22

Assembleia com atraso de jornada na Refinaria de Paulínia (Replan) contou com a participação do Unificados/Intersindical Central da Classe Trabalhadora

Na prática, as medidas anunciadas por Temer para tentar pôr fim à greve irão prejudicar a maior parte da população brasileira, por mexer nos impostos – o que afeta as verbas destinadas aos serviços públicos e essenciais ao País.

O petróleo é um recurso estratégico que temos à disposição no Brasil por meio da empresa pública Petrobrás. Porém, após o golpe, a política adotada pelo presidente Pedro Parente tem sido a de sucateamento e sub utilização do potencial das refinarias com importação de derivados, conforme denuncia a Federação Única dos Petroleiros. A greve que os petroleiros organizam é em defesa da soberania nacional, por preços justos ao povo brasileiro.

A assessoria econômica do Unificados reuniu informações que ajudam você a entender a gravidade da situação causada pelo governo Temer:

ZERAR OS IMPOSTOS RESOLVE O PROBLEMA?
Não. Irá baixar os preços momentaneamente, mas não resolve. Daqui um ou dois anos poderemos ter uma gasolina até mais cara novamente.

SE A INFLAÇÃO ESTÁ BAIXA, PORQUE A GASOLINA SUBIU TANTO?

Porque o presidente da Petrobrás, Pedro Parente, indicado por MiShell Temer, atrelou o preço que pagamos pela gasolina aqui dentro às variações diárias do preço do barril de petróleo mundial. Veja nos gráficos 1,2 e 3 como os preços da gasolina e do Diesel sobem justamente quando sobe a cotação do barril nas bolsas de valores dos EUA.

POR QUE PEDRO PARENTE ADOTOU ESSA NOVA POLÍTICA DE PREÇOS?
Por dois motivos. Para agradar um punhado de acionistas da Petrobrás e ajudar as petroleiras internacionais a entrarem no mercado brasileiro.

QUAL A SAÍDA ENTÃO?
Restabelecer uma política soberana de preços. Onde o preço dos combustíveis leve em conta não somente as flutuações do mercado mundial mas a capacidade de produção da Petrobrás e as necessidades do povo brasileiro.

ISSO NÃO CAUSARIA PREJUÍZOS A PETROBRÁS?
Não. Segundo relatórios da própria empresa divulgados aos acionistas o preço de custo de extração e refino da Petrobrás no último trimestre foi de 14,47 dólares/barril.

O barril no mercado mundial está em 67 dólares o barril. Isso significa que a Petrobrás pode adotar qualquer margem de lucro entre 15 e 67 dólares por barril. O que Pedro Parente e MiShell Temer estão fazendo e estabelecer o máximo de lucro possível. ISSO É UMA OPÇÃO POLÍTICA! E quem paga a conta somos nós.

Confira abaixo as medidas anunciadas ontem, 27/05, por MiShell Temer:

1) A redução de R$ 0,46 no preço do litro do diesel. Isso corresponde aos valores do PIS/Cofins e da Cide, somados. Segundo Temer, o governo irá cortar do orçamento, sem prejuízo para a Petrobrás;

2) A garantia de congelamento do preço do diesel por 60 dias. Depois disso, o reajuste será mensal, de 30 em 30 dias;

3) Será editada uma Medida Provisória para a isenção de eixo suspenso em praças de pedágios, tanto em rodovias federais, como nacionais;

4) O estabelecimento de uma tabela mínima de frete, conforme previsto no PL 121, em análise no Congresso;

5) A garantia de que não haverá reoneração de folha de pagamento no setor de transporte de carga;

6) A reserva de 30% do transporte da carga da Conab para motoristas autônomos

 

WhatsApp Image 2018-05-28 at 08.13.46

Acima, Rodovia Santos Dumont interditada na manhã desta segunda-feira, 28/05 por manifestantes contrários à política de Temer e Pedro Parente que causa aumentos constantes nos combustíveis e gás

Abaixo, caminhões de gás saem de Paulínia em comboio escoltados pela Polícia Militar na Rodovia Zeferino Vaz sentido Campinas

WhatsApp Image 2018-05-28 at 08.03.55

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados