News details

Read the full story here
debate 1968_50 anos_osasco_ditaduramilitar

Debate em Osasco resgata memórias sobre a Greve de 1968 e homenageia vítimas

Na última sexta-feira, dia 20 de julho, a sede do sindicato em Osasco foi palco de um importante debate sobre a Greve de 1968 e a ocupação da Cobrasma, mobilização que ficou marcada como um dos primeiros atos de resistência após o início da ditadura militar, em 1964.

Este foi mais um dos eventos da série 1968+50: A luta Continua, promovido pelo Sindicato Químicos Unificados, Sindicato Metalúrgicos de Osasco e Instituto Zequinha Barreto e que contribui para o resgate da memória das vítimas e dos resistentes, homenageia aqueles que lutaram e conscientiza as próximas gerações.

O debate contou com a presença de Stanislaw Szermeta, João Joaquim e Laurindo Junqueira. Os três militantes do movimento operário e que tiveram forte atuação nos movimentos de resistência à ditadura militar.

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados