News details

Read the full story here
menor

19/02: Dia de Luta greves, paralisações e manifestações em todo país

Unificados e Intersindical Central da Classe Trabalhadora juntam-se a diversas categorias profissionais e centrais sindicais na próxima segunda-feira, 19/02 no Dia Nacional de Luta Contra a Reforma da Previdência. Nesta segunda-feira, haverá paralisações e grande manifestações em todo o Brasil. Em Campinas, ato está marcado para começar a partir das 17h no Largo do Rosário, centro. Já em São Paulo, a concentração começa a partir das 16h no MASP.

É dia de cruzar os braços e comparecer aos atos de rua. Vamos todas e todos mostrar a Temer e seus aliados no Congresso Nacional que não aceitamos o ataque ao nosso direito à aposentadoria e nem as medidas já aprovadas pelo governo golpista, que tanto prejudicam nossas condições de trabalho, nossa qualidade de vida.

Por que é importante participar?

Temer, banqueiros e a mídia jogam sujo para acabar com seu direito a aposentadoria. Querem desmontar a previdência e entregá-la aos bancos. E já marcaram até a data para tentar enterrar sua aposentadoria: dia 28/02, quando ameaçam votar a deforma da previdência.

Apesar da propaganda enganosa não conseguem esconder que a reforma só beneficia os bancos e rentistas, para vender previdência privada.

A população não vai aceitar que o Estado abandone os idosas/os depois de anos de trabalho e contribuição. O movimento sindical e sociais, como a Povo Sem Medo, preparam fortes mobilizações no dia 19/02.
Sua participação é decisiva. Dialogue com amigos, colegas de trabalho e familiares. E se prepare para participar do Dia Nacional de Luta, com paralisações, greves e grandes manifestações.

 

TEMER CARTEIRA CHARGE

Temer quer acabar com a aposentadoria!

O governo quer que idade mínima para pedir aposentadoria seja de 65 anos. Se mulher, 62. E para o rebaixamento salarial não ser maior, você teria de contribuir por 40 anos. Isso num país onde muitos começam a trabalhar na adolescência.
Ao longo dos anos, a saúde para o trabalho não é igual para todas/os. Sem falar dos que ficam desempregados depois dos 50. Como encontrar emprego com carteira assinada e contribuição regular?
Mudanças no cálculo do valor da aposentadoria visam reduzir drasticamente o valor da aposentadoria para os poucos/as que conseguirem atingir a idade imposta pelo golpe. No campo ou nas cidades, no setor privado ou público, todos seriam atingidos. As mulheres, negras/negros e toda nossa diversidade serão ainda mais penalizadas.

Privilegiado é o Temer, os banqueiros e seus aliados

Temer se aposentou aos 55 anos com salário de R$ 45 mil. O ministro da fazenda Henrique Meireles se aposentou aos 57 com salário de R$ 200 mil. A cúpula que embolsa super salários (muitos acumulando com super aposentadorias), agride a Constituição mas é preservada. As desonerações, desvios e os caloteiros ricos da previdência permanecem intocados.

Texto extraído do Jornal Especial da Intersindical Central da Classe Trabalhadora

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados