News details

Read the full story here
DSC_7268

Convenção renovada garante direitos dos Químicos

Cláusulas importantes que impedem a precarização estão garantidas até 31/10/2018

Trabalhadores/as químicos/as de Campinas e Osasco aprovaram a proposta negociada entre Fetquim (Federação dos Trabalhadores do Ramo Químico do Estado de São Paulo) e os patrões nas assembleias realizada nos Centros de Formação e Lazer (Cefol), no dia 5/11.

Com a aprovação, todas as cláusulas da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) continuam valendo até 31/10/2018, impedindo a aplicação de mudanças extremamente ruins para os/as trabalhadores/ as químicos/as como por exemplo, que mulheres grávidas trabalhem em locais insalubres. Assim, químicos continuarão a receber adicional noturno de 40%, Horas Extras remuneradas a 70% em dias comuns e 110% nos finais de semana e feriados, além da manutenção do piso, jornada de 44h, entre outros direitos.

Mobilização permanente
Na assembleia que decidiu pela aprovação da proposta, dirigentes do Unificados destacaram que é importante que os/as trabalhadores sigam mobiliza¬dos junto com o sindicato pois a reforma trabalhista permite aos patrões propor acordos diretamente por fábrica. Nossa luta seguirá em defesa de direitos históricos conquistados pela categoria química.

Vitória de nossa Convenção sobre a Reforma Trabalhista
A primeira proposta encaminhada pela bancada patronal mexia em várias cláusulas de nossa CCT. Foi a mobilização rápida na porta das fábricas denunciando os possíveis ataques que fez os patrões recuarem e apresentar no lugar a manutenção de todas as cláusulas por mais um ano. Patrões e Fetquim vão instaurar uma comissão bipartite para discussão dos impactos da nova legislação trabalhista.

Cláusulas econômicas
Salários e valor mínimo de Participação nos Lucros e Resultados (PLR) serão reajustados garantindo a reposição da inflação pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC). A última projeção do Banco Central o INPC acumulado do período é de 1,85%. O índice será divulgado em 10 de novembro pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatísticas).

PROPOSTA APROVADA

Cláusula sociais: Manutenção da Convenção por 12 meses com instauração de comissão bipartite para discussão dos impactos da nova legislação trabalhista
Reajuste salarial: INPC integral até o teto
Salário Normativo:
Até 49 trabalhadores: Atual R$ 1.469,53 reajuste através do INPC
Acima de 50 trabalhadores: R$ 1.535,00 (reajuste 1,9%)
PLR
Até 49 trabalhadores: Atual R$ 930,00 reajuste através do INPC
Acima 50 trabalhadores: Atual R$1.030,00 reajuste através do INPC
Teto para reajuste:
Atual R$ 7.929,13 para R$ 8.200,00 (reajuste 3,4%)

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados