News details

Read the full story here
WhatsApp Image 2017-12-12 at 08.27.55

Pressão total nos deputados: Não aos desmonte da Previdência

Na manhã desta terça-feira, 12/12, dirigentes do Unificados estiveram junto com a Intersindical Central da Classe Trabalhadora e outras centrais no aeroporto de Congonhas, em São Paulo, realizando um ato de pressão sobre os deputados para que não votem a “reforma” da Previdência. Hoje, diversas centrais sindicais e sindicatos estão em todo o Brasil marcando presença em atividades públicas, aeroportos e no congresso direcionando protestos aos parlamentares.

Temer  não tem os 308 votos necessários para aprovar o desmonte da Previdência. Ele está tentando comprar os votos dos indecisos com liberação de emendas parlamentares (verbas do governo federal via Ministério do Planejamento já empenhadas nas áreas de saúde, saneamento, infraestrutura urbana). Com isso, irriga a realização de obras nos redutos eleitorais dos parlamentares que se comprometerem com a destruição do seu direito à aposentadoria.

Na prática a proposta de Temer torna impossível a aposentadoria da classe trabalhadora ao elevar as idades mínimas para 62 anos (mulheres) e 65 anos (homens) e impor o tempo de 40 anos de contribuição para que o trabalhador tenha direito ao valor integral de aposentadoria.

WhatsApp Image 2017-12-12 at 06.49.57

Por isso, é necessário intensificar a pressão sobre os parlamentares. Em 2018, teremos eleições. É preciso deixar bem claro que aqueles que votarem a favor do desmonte da Previdência serão publicamente expostos como candidatos que não merecem o voto dos/as trabalhadores/as. A palavra de ordem lançada aos deputados é: se botar pra votar, o Brasil vai parar.

O desmonte da Previdência é de interesse das grandes corporações capitalistas, dos banqueiros, que querem privatizar este sistema para lucrar bilhões e políticos que querem acabar com o Estado voltado ao Bem Estar Social. Já foi comprovado que a Previdência nem a Seguridade Social  são deficitárias em estudos realizados pelo Comissão Parlamentar de Inquérito do Senado. Ou seja: Temer e seus aliados no Congresso querem roubar na cara dura o seu direito à aposentadoria e de ter acesso a benefícios previdenciários, para os quais você já contribuiu por anos e anos!

 


Os/as trabalhadores/as organizam mobilizações neste calendário:

● Dia Nacional de Luta em 13/12 contra a reforma da previdência.

● Próxima reunião das centrais dia 14/12;

● Elaborar panfleto e organizar panfletagem esclarecer sobre os riscos da reforma da previdência e disputar a narrativa com a grande imprensa;

● Fazer campanha nas redes sociais contra a reforma da previdência;

● Construir mobilizações e atos com o movimento social em conjunto com as frentes Brasil Popular e Povo Sem Medo.

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados