News details

Read the full story here
DSC03869

Químicos param Condomínio Rhodia por 4 horas em protesto contra a reforma trabalhista

Nesta sexta (10/11), ocorrem em todo o Brasil atos, paralisações, atrasos de jornada em protesto contra o desmonte da legislação trabalhista que entra em vigor a amanhã, 11/11. O Sindicato Químicos Unificados e a Intersindical – Central da Classe Trabalhadora, realizaram junto com a categoria um protesto em frente ao Condomínio Rhodia, em Paulínia.

Durante quatro horas,  trabalhadores/as de sete empresas (Rhodia/Solvay, Merial-Boehringer, HexionAir Liquide Brasil, Tereftálicos, Basf e Bayer)  participaram do ato com atraso de jornada de quatro horas. As sete empresas têm juntas um total de 3 mil trabalhadores.

Dirigentes do Unificados trataram dos principais pontos desta reforma que ameaçam os direitos da classe trabalhadora e sobre as consequências destes ataques já na campanha salarial 2017 dos Químicos. Com data-base  1º de novembro, perto da data em que a reforma passa a vigorar, os patrões sinalizaram a intenção de alterar cláusulas da convenção coletiva incorporando pontos da reforma. Porém a rápida mobilização nas fábricas químicas fez cpm que os patrões recuasse e renovasse a Convenção por mais um ano.

O Unificados integrou também a manifestação em São Paulo na Praça da Sé, realizada na parte da manhã e que reuniu cerca de 20 mil pessoas. Com a Praça da Sé lotada, milhares de trabalhadores das mais diversas categorias, votaram por unanimidade: se o Congresso Nacional marcar votação da Reforma da Previdência o Brasil vai parar! A idéia é que a data da paralisação coincida com o dia marcado para a votação na Câmara dos Deputados. “Amanhã consolida uma das partes do golpe que o grande capital e a mídia querem impor sobre o povo brasileiro”, disse Edson Carneiro Índio, Secretário Geral da Intersindical.

Em Campinas, o sindicato participa do ato organizado pelas  centrais sindicais e movimentos populares no Largo do Rosário com início às 17h.

É fundamental que todas e todos estejam junto com o sindicato, seja nas mobilizações amplas pela anulação desta reforma e para barrar outras que podem vir a ser aplicada, como é o caso da Previdência, ou mesmo para impedir a tentativa de retirada de direitos nas fábricas.

 

DSC03874DSC03903DSC03859DSC03854DSC03837

Fotos Condomínio Rhodia: Cecília Gomes. Veja mais aqui!

 

DSC_7605DSC_7645DSC_7709DSC_7789Foto ato na Sé: Natália Moura

 

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados