News details

Read the full story here
DSC_9136

Vitória em greve na Eldorado: Trabalhadores pressionam e empresa cede às reivindicações

Greve é encerrada após 24 horas

Os trabalhadores da Eldorado provaram que mobilização, luta e união garantem conquistas. Após 24 horas em greve e quatro rodadas de negociações, a empresa concordou em realizar imediatamente o pagamento dos vales atrasados e da segunda parte integral do décimo terceiro, sem parcelamento.
Não foi uma conquista fácil, pois até o último momento a Eldorado resistiu em realizar os pagamentos, alegando que não teria condições. Diante da postura irredutível dos trabalhadores que, indignados com o desrespeito da empresa, recusaram-se a aceitar o parcelamento, a empresa cedeu.

Repressão e arbitrariedade: Polícia ataca trabalhadores e dirigentes do sindicato

Um episódio de violência e abuso de poder marcou a mobilização na Eldorado no dia 21/12. Enquanto o sindicato aguardava a chegada de todos os trabalhadores do primeiro turno para realização da assembleia, a polícia militar foi chamada.
Em um claro ato de covardia, policiais armados partiram pra cima de dirigentes sindicais e trabalhadores, empurrando, agredindo e ameaçando todos que estavam no local. A dirigente sindical Sandra Neres Barbosa foi atingida por um dos policiais e caiu desmaiada. A companheira foi resgatada de ambulância e encaminhada para o hospital mais próximo. Após ser medicada e realizar bateria de exames, Sandra foi liberada e passa bem. Em meio à confusão, o assessor sindical Paulo Soares foi injustamente detido, algemado e encaminhado à delegacia.
Os policiais agiram na tentativa de forçar os trabalhadores a entrar na empresa e após destruírem a faixa do sindicato, gritaram para que todos entrassem. Essas ações foram recebidas com repúdio e indignação pelos trabalhadores, que vaiaram a polícia e se recusaram a entrar, levando à paralisação de 24 horas.
A organização dos trabalhadores, a união, o apoio aos membros do sindicato agredidos durante o confronto e toda a firmeza com a qual agiram durante as negociações, permanecendo na porta da empresa o tempo todo, mesmo embaixo de chuva, marcaram a greve na Eldorado e simbolizaram toda a luta realizada esse ano no sindicato.
É por essas e outras que parabenizamos os companheiros da Eldorado e seguimos firmes na luta. 2018 se aproxima e também não será um ano fácil, pois os ataques promovidos pelo governo golpista de Temer permanecem. Precisamos de união e mobilização para continuar atuando na defesa de nossos direitos.

DSC_9307votacao segundo turno

policial atacando rosto borradoDSC_9258DSC_9236DSC_9200DSC_9136
Sindicato somos todos nós.

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados