News details

Read the full story here

Após 7 dias de greve, Blanver deverá negociar

Trabalhadores em greve há mais de uma semana decidem retomar suas atividades na Blanver, em Itapevi. A paralisação, iniciada em 10 de novembro, preencheu todos os requisitos da lei e mobilizou 100% da produção. A decisão aconteceu depois que o Tribunal Regional do Trabalho de São Paulo (2ª região) interveio, a pedido do sindicato, fazendo uma proposta de reconciliação.

Ameaças

A Blanver se negava a atender qualquer reivindicação dos trabalhadores. Entre as principais estavam: aumento salarial e PLR maiores que o determinado pela convenção coletiva; retorno da gratuidade do convênio médico gratuito e fim das restrições para o convênio-farmácia; a garantia de que o sábado livre seria mantido e a resolução das pendências relativas à equiparação salarial.

Durante a greve, a Blanver chegou a telefonar para as casas dos trabalhadores para dizer aos familiares que iria demitir todos que aderissem ao movimento. Em um dos casos, um supervisor falou com a esposa de um funcionário. A mãe, ao ficar sabendo da pressão da empresa, ficou tão aterrorizada com as ameaças da Blanver que teve que passar por atendimento médico de emergência.

Além da atitude intransigente da empresa, o sindicato foi surpreendido, no dia 18, com uma medida tomada pelos fiscais da prefeitura: foram confiscados os boletins dirigidos à população, em mais um ataque ao direito de manifestação dos trabalhadores.

Proposta da justiça

A proposta de conciliação de juiz do Tribunal Regional do Trabalho (TRT) determinou que: a) a empresa será obrigada a abrir negociação com o sindicato; b) a empresa não demitirá nenhum trabalhador; c) não haverá alteração na jornada de trabalho, mantendo sábados e domingos livres e d) os trabalhadores irão compensar os dias parados.

A avaliação do dirigente sindical Everaldo é a de que a greve foi vitoriosa porque representou um avanço da organização dos trabalhadores ao mostrar disposição para a luta dentro da empresa.

A assembléia realizada na noite de ontem (18/11/08) decidiu que a mobilização vai continuar em defesa dos direitos e de novas conquistas.

Mais informações

Maiores informações com o dirigente sindical Everaldo pelo rádio (11) 7838.3131, com Mauro pelo (11) 7838.2780 ou na subsede do Unificados de Barueri: (11) 4198.7896. A Blanver Farmoquímica Ltda. fica na rua Dr. José Alexandre Crosgnac, 715, Itapevi/SP.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco