News details

Read the full story here

Assembleias na Samkwang, Maxdel e Ipel pressionam por reivindicações específicas

Trabalhadoras (as) da Samkwang na assembleia (Foto: JOÃO ZINCLAR - 28/10/09)

Trabalhadoras (as) da Samkwang na assembleia
(Foto: João Zinclar)

O Sindicato Químicos Unificados realizou assembleias na Samkwang Brasil Ltda., em Campinas, e na Ipel Indústria de Pincéis e Embalagens Ltda., em Cajamar, na manhã de hoje (28/10/09) com atraso no início da produção nas duas empresas, como forma de pressão e demonstração de disposição dos trabalhadores em fazer crescer a mobilização para a conquista das reivindicações específicas e gerais da categoria na campanha salarial 2009 do ramo químico.

Dirigentes do Unificados dão informações sobre a campanha salarial na Samkwang (Foto: JOÃO ZINCLAR - 28/10/09)

Dirigentes do Unificados dão informações sobre a
campanha
salarial na Samkwang (foto: João Zinclar)

As duas empresas possuem em torno de 450 trabalhadoras e trabalhadores cada. A Samkwang produz componentes para aparelhos celulares e a Ipel embalagens para indústria de cosméticos.

Na Ipel as reivindicações específicas são: redução da jornada para sábados alternados sem redução nos salários, equiparação salarial para funções iguais e efetivação dos temporários. Na Samkwang os trabalhadores querem reajuste do tíquete refeição para R$ 120,00/mês, Participação nos Lucros e Resultados (PLR) de R$ 800,00 efetivação dos temporários e redução da jornada para sábados alternados. Nas duas empresas, hoje, há o trabalho em todos os sábados.

Na Maxdel, pesquisa mostra problemas

Assembleia na Maxdel, para pesquisa junto aos trabalhadores (26/10/09)

Assembleia na Maxdel, em Cajamar, para pesquisa
junto aos trabalhadores (26/10/09)

O sindicato fez uma pesquisa junto às trabalhadoras e trabalhadores da Maxdel Indústria e Comercio Ltda, localizada em Cajamar, para que fossem apontados os principais problemas na empresa. A pesquisa foi recolhida ontem (27/10/09) e o resultado apontou que as principais reivindicações são: aumento salarial, fim do banco de horas e do assédio moral, pagamento de adicional insalubridade e o fim da estressante obrigação de desempenhar múltiplas funções. O Unificados protocolou na empresa pauta com estas reivindicações.

Em reunião inicial realizada na manhã de hoje entre a Maxdel e sindicalistas da Regional Osasco, a princípio houve o comprometimento de serem apuradas e sanadas ocorrências de assédio moral e o banco de horas e de se agendar reuniões entre os médicos da empresa e do sindicato para se conversar sobre insalubridade.

A Maxdel produz solados para calçados e tem cerca de 100 trabalhadores.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco