News details

Read the full story here

Samkwang em greve por 10% de aumento

As trabalhadoras e trabalhadores dos três turnos na Samkwang, em Campinas, estão em greve em busca de 10% de aumento salarial. Na campanha salarial da categoria, a patronal propôs um reajuste de 6%, que representaria 1,8% de aumento real. Mobilizados, os trabalhadores da Samkwang receberam uma proposta da empresa de 8%.

Trabalhadores (as) da Samkwang, em Campinas, durante assembleia na madrugada de hoje (07/11/09)

Trabalhadores (as) da Samkwang, em Campinas,
durante assembleia na madrugada de hoje (07/11/09)

Eles recusaram, mantiveram a reivindicação de 10% e no dia 04 último fizeram uma paralisação de 24 horas como advertência de que poderiam ir à greve caso não fossem atendidos.

A Samkwang se manteve nos 8% e, assim, ontem os turnos começaram a parar, com a interrupção total da produção com a adesão total do turno que deveria assumir o posto na madrugada de hoje.

Mais informações

A Samkwang Brasil Ltda. está localizada em Campinas, tem cerca de 450 trabalhadores e produz componentes para aparelhos celulares.

Para mais detalhes e atualizações sobre a greve favor contatar os dirigentes sindicais Niedja Lima pelo fone (19) 7809.9677, Valdir Souza (19) 7850.1930 e Palhinha (19) 7850.1932.

As mobilizações pelo Unificados

Diversas mobilizações, assembleias e atos da campanha salarial 2009 do ramo químico estão sendo realizados nas regionais de Campinas, Osasco e Vinhedo do Sindicato Químicos Unificados.

Ipel, em Cajamar

Assembleia na Ipel, em Cajamar, dia 06/11/09, a segunda da atual campanha salarial

Assembleia na Ipel, em Cajamar, dia 06/11/09,
a segunda da atual campanha salarial

Nos dias 05 e 06 de novembro houve atraso no início da produção na Ipel Indústria de Pincéis e Embalagens Ltda., situada em Cajamar, devido à realização de assembleias. Foi a segunda rodada de mobilizações na fábrica. Nestas assembleias foram acrescentadas à pauta de reivindicações já protocola os seguintes itens: a) aumento do tíquete refeição de R$ 48,00 para R$ 120,00; b) regularizar o adicional noturno; c) fim do assédio moral.

 A Ipel Indústria de Pincéis e Embalagens Ltda fabrica embalagens plásticas para indústrias de cosméticos e tem cerca de 450 trabalhadores.

PPG , em Sumaré

Trabalhadores (as) em assembleia de campanha salarial na PPG Tintas, em Sumaré, dia 06/11/09

Trabalhadores (as) em assembleia de campanha salarial
na PPG Tintas, em Sumaré, dia 06/11/09

Valor mínimo da Participação nos Lucros e Resultados (PLR) mínimo de R$ 1.700,00 e igual para todos, cesta básica e adequações em horário de refeição/descanso são as reivindicações específicas dos aproximadamente 300 trabalhadores da PPG Industrial do Brasil Ltda., localizada em Sumaré, junto às gerais da campanha salarial da categoria.

Para discutir sobre estas questões foi realizada assembleia no dia 06 de novembro na portaria da empresa, que produz tintas especiais para veículos.

Invista, em Paulínia

Anthero Vieira Filho, do Unificados, em assembleia na Invista, em Paulínia, dia 05/11/09

Anthero Vieira Filho, do Unificados, em assembleia

na Invista, em Paulínia, dia 05/11/09

Na Invista Brasil, localizada em Paulínia, foi realizada assembleia no dia 05 de novembro. Após a discussão das questões gerais da campanha salarial da categoria, foram abordados os problemas específicos da multinacional, que são: a) irregularidades por terceirização na produção, b) terceirizados trabalham em feriados sem horas extras e não recebem adicional periculosidade, c) assédio moral, d) manipulação de registros em acidentes do trabalho para manter suposto recorde, e) transporte de má qualidade e trajetos longos, f) questionamentos sobre o plano de cargos e salários, e g) valor da PLR mínimo de R$ 1.000,00, igual para todos.

A Invista produz lycra, fios e fibras sintéticas. Tem cerca de 250 trabalhadores efetivos mais 150 terceirizados.

Unilever, em Vinhedo

Ederson, dirigente do Unificados, em assembleia na Unilever, em Vinhedo, dia 06/11/09

Ederson, dirigente do Unificados, em assembleia na
Unilever, em Vinhedo, dia 06/11/09

Na Unilever Brasil foram realizadas assembleias nos dias 05 e 06 de novembro, com os turnos, sobre a campanha salarial. As reivindicações específicas dos trabalhadores da multinacional, além das gerais da categoria, são: abertura de negociação para o valor da PLR, igual para todos, sem imposição arbitrária; direito a retirada de R$ 300,00 em produtos da própria empresa; fim do grave assédio moral e da excessiva pressão por mais produção.

A Unilever Brasil é a maior empresa mundial na produção de bens de consumo e seu faturamento representa 1% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro. Ela produz alimentos, produtos para cuidados pessoais e para limpeza em geral. Tem cerca de 500 trabalhadores na unidade de Vinhedo.

Kronos, em Vinhedo

Na Kronos, em Vinhedo, Alexandre Ferrarezi, dirigente do Unificados, faz assembleia de campanha salarial dia 28/10/09

Na Kronos, em Vinhedo, Alexandre Ferrarezi, dirigente
do Unificados, faz assembleia de campanha salarial dia 28/10/09

Valor da PLR acima de R$ 800,00 (que foi a anterior), fim do assédio moral e da perseguição aos cipeiros são as reivindicações dos trabalhadores na Kronos Indústria de Abrasivos, situada em Vinhedo.

Para discutir estas questões foi realizada assembleia no dia 28 de outubro, na portaria da empresa. Ela produz abrasivos, como discos de corte e rebolo, e tem 75 trabalhadores.

Telstar, em Vinhedo

Alexandre Ferrarize, dirigente do Unificados, em assembleia na Telstar, em Vinhedo, dia 03/11/09

Alexandre Ferrarize, dirigente do Unificados,
em assembleia na Telstar, em Vinhedo, dia 03/11/09

Um plano de cargos e salários é a principal reivindicação específica definida pelos trabalhadores da Telstar Abrasivos Ltda., localizada em Vinhedo, em assembleia realizada no dia 03 de novembro pelos 55 trabalhadores.

O Unificados protocolou este pedido na empresa, junto às demais reivindicações da campanha salarial da categoria.

Unifrax, em Vinhedo

Assembleia de campanha salarial na Unifrax, em Vinhedo, dia 05/11/09, dirigida por Norival Cunha, do Unificados

Assembleia de campanha salarial na Unifrax, em Vinhedo,
dia 05/11/09, dirigida por Norival Cunha, do Unificados

A Unifrax Brasil Ltda. é uma empresa do setor cerâmica, cuja campanha salarial de seus trabalhadores está transcorrendo junto com a dos químicos. Em assembleia realizada dia 06 de novembro foi definida a reivindicação de jornada de 40 horas semanais, 10% de aumento nos salários e a inclusão de 16 cláusulas sociais na convenção coletiva.

A Unifrax produz refratários, mantas para fornos, é situada em Vinhedo e tem cerca de 100 trabalhadores.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco