News details

Read the full story here

Campanha Salarial: 1ª reunião de negociações será na quinta-feira (9)

A primeira reunião entre dirigentes sindicais e representantes das indústrias químicas para negociações da campanha salarial 2014 será na quinta-feira (9), na sede da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), em São Paulo. Serão discutidas as cláusulas sociais que vencem neste ano, além dos itens econômicos. O Unificados estará presente na reunião.

Os(as) trabalhadores(as) químicos(as) do estado de São Paulo reivindicam a renovação das cláusulas sociais já existentes, com destaque para a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais, sem redução nos salários e com sábados e domingos livres, e a ampliação da licença maternidade para 180 dias e o direito à informação quando o processo produtivo envolver o uso de nanotecnologia.

A data base da categoria é 01 de novembro e corresponde ao período aquisitivo de 01 de novembro de 2013 a 31 de outubro de 2014.

Reivindicações gerais da campanha salarial

* Reajuste salarial: 13% (reposição da inflação mais aumento real);

* Piso salarial de R$ 1.810,00 (2,5 salários mínimos);

* Participação nos lucros ou resultados (PLR) de R$ 1.810,00 no mínimo;

* Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais com sábados e domingos livres;

* Licença maternidade de 180 dias;

* Cesta básica ou vale-alimentação gratuitos no valor de R$ 345,42;

* Direito de informação sobre a utilização de nanotecnologia na produção;

* Renovação de todas as cláusulas sociais já existentes.

Bandeiras de luta

Os trabalhadores do setor químico também aprovaram a luta conjunta com outras categorias profissionais pelas seguintes bandeiras:

* Combate à terceirização sem limites;

* Garantia de emprego;

* Não criminalização das lutas e movimentos sociais.

Mobilização, participação e luta

No estado de São Paulo, os sindicatos que fazem a campanha salarial unificada na Federação dos Trabalhadores das Indústrias Químicos do Estado de São Paulo (Fetquim) representam cerca de 160 mil trabalhadoras e trabalhadores. São eles o Sindicato Químicos Unificados (Campinas, Osasco e Vinhedo), Químicos e Plásticos de São Paulo, Químicos do ABC, Químicos de São José dos Campos e Químicos de Jundiaí.

Converse com seus companheiros sobre a importância de fortalecer as atividades da campanha salarial, para que avanços e conquistas de direitos sejam garantidos. Pare e participe ativamente das assembleias e das demais programações de mobilização e pressão organizadas pelo Sindicato Químicos Unificados.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco