News details

Read the full story here

Campanha salarial: Assembleias na Rhodia, Rhotoplás e Ecolab

Os(as) trabalhadores(as) da Rhodia, em Paulínia, Rhotoplás e Ecolab, ambas em Barueri, realizaram assembleias, com consequente atrasos no início da produção, para mobilização e pressão em busca de avanços e conquistas na campanha salarial 2014 da categoria, que tem data base em 01 de novembro.

Na Rhodia Brasil (foto acima), que tem cerca de dois mil trabalhadores, a assembleia foi na madrugada de hoje (19). Na Rhotoplás Indústria e Comércio de Embalagens Ltda., com 580 trabalhadores, dia 18. E na Ecolab Química Ltda., com aproximadamente 200, dia 15.

Reivindicações gerais

Estas são as reivindicações da categoria na campanha salarial 2014:

* Reajuste salarial: 13% (reposição da inflação mais aumento real);

* Piso salarial de R$ 1.810,00 (2,5 salários mínimos);

* Participação nos lucros ou resultados (PLR) de R$ 1.810,00 no mínimo;

* Redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais com sábados e domingos livres;

* Licença maternidade de 180 dias (em algumas este avanço já foi conquistado);

* Cesta básica ou vale-alimentação, gratuitos, no valor de R$ 345,42;

* Direito de informação sobre a utilização de nanotecnologia na produção;

* Renovação de todas as cláusulas sociais já existentes.

Reivindicações específicas

Além das reivindicações gerais da categoria, há as específicas por fábrica.

Claudinei Piçuti, dirigente do Unificados, na assembleia na Rhodia hoje (19)
Claudinei Piçuti, dirigente do Unificados, na assembleia na Rhodia hoje (19)
•    Na Rhodia: tíquete alimentação e reembolso de 100% no valor total de receita médica para o trabalhador e de 50% para seus dependentes.

Trabalhadores da Rhotoplas, em Barueri, em assembleia dia 18
Trabalhadores da Rhotoplas, em Barueri, em assembleia dia 18
•    Na Rhotoplás: equiparação salarial (trabalho igual, salário igual), convênio médico sem custo para os trabalhadores, ampliação dos vestiários e criação de ambiente para descanso.

Givanildo, dirigente do Unificados, na Ecolab Química, em Barueri, dia 15
Givanildo, dirigente do Unificados, na Ecolab Química, em Barueri, dia 15

•    Na Ecolab Química: equiparação de cargos e salários, fim do acúmulo de funções e sobrecarga de trabalho, aumento do valor da cesta básica/vale alimentação, garantindo que este benefício seja pago a todos os trabalhadores, Participação nos lucros e resultados (PLR) igual para todos e pagamento do adicional de periculosidade/insalubridade a todos que exercem atividades perigosas e insalubres.

160 mil trabalhadores em luta

A data base da categoria é 01 de novembro e corresponde ao período aquisitivo de 01 de novembro de 2013 a 31 de outubro de 2014.

No estado de São Paulo, os sindicatos que fazem a campanha salarial unificada na Federação dos Trabalhadores das Indústrias Químicos do Estado de São Paulo (Fetquim) representam cerca de 160 mil trabalhadoras e trabalhadores. São eles o Sindicato Químicos Unificados (Campinas, Osasco e Vinhedo), Químicos e Plásticos de São Paulo, Químicos do ABC, Químicos de São José dos Campos e de Jundiaí.

Converse com seus companheiros sobre a importância de fortalecer as atividades da campanha salarial, para que avanços e conquistas de direitos sejam garantidos. Pare e participe ativamente das assembleias e das demais programações de mobilização e pressão organizadas pelo Sindicato Químicos Unificados.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco