News details

Read the full story here

Aumento salarial é de 10,33%, a partir de 1º de novembro

xx

O aumento salarial para as trabalhadoras e trabalhadores do ramo químico é de 10,33% a partir de 1º de novembro, conforme índice oficial da inflação medida pelo Instituto Nacional de Preços ao Consumidor (INPC/IBGE), que foi divulgado hoje (06/11). Esta é a inflação dos últimos doze meses (01 de novembro de 2014 a 31 de outubro de 2015). A categoria tem o dia 1º de novembro como data base.

Além do aumento salarial que repôs totalmente a inflação, todas as cláusulas da convenção (acordo) coletivo foram mantidas. A convenção coletiva agora em vigência também estabelece que a participação nos lucros e resultados (PLR) será no valor mínimo de R$ 930,00 nas empresas com até 49 trabalhadores e de R$ 1.030,00 nas com 50 ou mais.

Trabalhadores aprovaram em assembleia como patamar mínimo. Mas, a luta continua!

Trabalhadores votam e aprovam proposta na Regional Campinas, em assembleia hoje (25)

Em assembleias (fotos acima e abaixo)  realizadas nos dias 23 de outubro na Regional Osasco e 25 na Regional Campinas, os trabalhadores aprovaram que a reposição total da inflação seria aceita como patamar mínimo, além da manutenção de todas as cláusulas sociais já conquistadas.

E nas assembleias também ficou aprovado que a luta seria mantida nas fábricas em que os trabalhadores estiverem mobilizados na busca de um reajuste salarial maior (aumento real) e pelas reivindicações específicas. Desde então, muitas assembleias com os trabalhadores, diretamente na portaria das fábricas, foram realizadas pelas regionais Campinas e Osasco do Unificados.

Trabalhadores votam e aprovam proposta na Regional Osasco, em assembleia sexta-feira (23)

SIGA ESTE ENDEREÇO para ler o texto e ver fotos das assembleias em Osasco (23) e Campinas (25) que aprovaram a reposição da inflação como patamar mínimo.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco