News details

Read the full story here
mapa-da-fome

Quase 20 milhões passam fome no Brasil

Quase 20 milhões de brasileiros passam períodos de 24 horas sem ter o que comer. Cerca de metade da população – 116,8 milhões de pessoas – sofre atualmente de algum tipo de insegurança alimentar. Segundo levantamento da Rede Brasileira de Pesquisa em Soberania e Segurança Alimentar e Nutricional (Rede Penssan), o Brasil continua dividido entre os poucos que tem fartura na mesa e os muitos que só tem a vontade de comer.

De acordo com o Inquérito Nacional sobre Insegurança Alimentar no Contexto da Pandemia da Covid-19 no Brasil, a situação vem piorando de forma acelerada sob o governo Bolsonaro. “Em apenas dois anos, o número de pessoas em situação de insegurança alimentar grave saltou de 10,3 milhões para 19,1 milhões. Nesse período, quase 9 milhões de brasileiros e brasileiras passaram a ter a experiência da fome em seu dia a dia”, aponta o relatório.

Além disso, a criação de empregos informais e pior remunerados prevalece e achatou a renda dos mais pobres. Em seus domicílios, quase toda a renda é gasta em alimentos, transporte e moradia.

Reportagem da Folha de S. Paulo aponta que desde 2014, o rendimento domiciliar real per capita do trabalho caiu de R$ 249 mensais para R$ 172, em média, na metade mais pobre do Brasil, segundo dados da FGV Social.

O estudo da Rede Penssan, mostra ainda que devido à constante crise política e econômica, agravada pela condução desastrosa do governo Bolsonaro da pandemia de covid-19, o Brasil agrava a cada dia o cenário de extrema pobreza. O número de brasileiros sem acesso a comida é maior que toda a população do Rio de Janeiro (17,5 milhões). Por isso, o Químicos Unificados defende o Fora Bolsonaro! É urgente que ele saia antes de 2022.

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados

Químicos Unificados

Veja todos

Fale conosco