News details

Read the full story here
_95820875_hi4082p

Conheça mais sobre a Greve de 1917

_95820872_hi258p

 

Quanto mais conhecemos, estudamos, mais abrem-se nossos possibilidades e nosso poder de decisão. A mostra Arquivo 17, que acontece amanhã, dia 24 de agosto às 18h, no Museu da Imagem e do Som de Campinas, da artista Fernanda Grigolin é uma destas interessantes oportunidades.

Fotos, mapas e vídeos

Os visitantes poderão apreciar fotografias, mapas e vídeos e um livro de artista feito de clichês fotográficos e tipografia sobre a Greve de 1917, que agora completa 100 anos. O acesso às fontes primárias pertencentes à coleção Edgard Leuenroth do Arquivo Edgard Leuenroth (AEL – IFCH/UNICAMP) permitiu que Grigolin estudasse técnicas e métodos de impressão de cem anos atrás, compreendendo como eram construídos e realizados os materiais impressos pelos anarquistas.

Na parede haverá também uma biblioteca de 14 edições fac-símiles de livros anarquistas, escritos entre 1900 e 1950.  A biblioteca também é uma apropriação da Coleção Edgard Leuenroth (AEL – IFCH/UNICAMP) e foram escolhidos livros de ativistas e teóricos anarquistas do século passado, em especial as mulheres, como Emma Goldman e Maria Lacerda de Moura. Foi também no acervo da Universidade Estadual de Campinas que Fernanda teve acesso ao jornal A Plebe: um periódico criado para difundir os ideais anarquistas e um dos veículos de ação direta da própria Greve de 1917.  Uma das edições de A Plebe, inclusive, a artista reproduziu, e vem juntamente com o Jornal de Borda, periódico de arte contemporânea que Fernanda idealiza e edita em tiragem de 5 mil exemplares. No site do projeto já está disponível uma prévia de cada um dos trabalhos:www.arquivo17.com

1ª greve geral do país

Em junho de 1917, décadas antes da consolidação das leis trabalhistas no Brasil, cerca de 400 operários – em sua maioria mulheres – da fábrica têxtil Cotonifício Crespi na Mooca, em São Paulo, paralisaram suas atividades

Eles pediam, entre outras coisas, aumento de salários e redução das jornadas de trabalho, que até então não eram garantidos por lei. Em algumas semanas, a greve se espalharia por diversos setores da economia, por todo o Estado de São Paulo e, em seguida, para o Rio de Janeiro e Porto Alegre. Era a primeira “greve geral” no país.

Veja neste link uma interessante reportagem sobre a Greve de 1917: http://www.bbc.com/portuguese/brasil-39740614​

 

Serviço:

Abertura da exposição Arquivo 17, de Fernanda Grigolin, com bate-papo com Fernanda Grigolin, Regina Melim e Mariano Klautau, mediação de Paola Fabres
Data: 24/08
Horário: 18h às 22h.

Onde: Museu da Imagem e do Som ( Rua Regente Feijó, 859 – Palácio dos Azulejos. Centro. Campinas).
Visitação: terça a sábado,18h às 22h.

 

 

 

 

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados