Blog

Get latest company news here
IMG_20190206_073427632_HDR

Alta demanda do agronegócio pressiona trabalhadores

Que a demanda do agronegócio está em alta todo mundo sabe. Os números não mentem: segundo a CNA (Confederação Nacional da Agricultura e Pecuária), o Valor Bruto da Produção atingirá esse ano R$ 728,6 bilhões, aumento de 11,8% sobre 2019, maior cifra em reais da história do setor. Com esse cenário, as empresas de insumo do agronegócio em Paulínia pressionam os trabalhadores e exigem um ritmo acelerado de produção. A Heringer, além de não respeitar o pagamento dos valores mínimos…

assembleia

Ramo químico: primeira proposta

Direitos sociais da Convenção Coletiva estão garantidos até 2021; agora é discutir a questão econômica e garantir a preservação do nosso poder de compra A campanha salarial 2020 do ramo químico começa a ser discutida entre os sindicatos dos trabalhadores e patronal. A Convenção Coletiva foi assinada por 2 anos, com validade até 2021, assim nossos direitos sociais estão garantidos, sem alterações. Para esse momento que vivemos, essa conquista é muito importante, pois muitas categorias estão perdendo direitos. Será negociado…

ASSEMBLEIA YARA GALVANI-2

YARA RETIRA DIREITO DOS TRABALHADORES APESAR DA EMPRESA ESTAR EM CRESCIMENTO

Fábrica de fertilizantes acaba com a PLR mínima a todos os trabalhadores da Yara Paulínia além de não realizar a antecipação do valor, como era o acordado Enquanto o mercado de fertilizantes está em franco crescimento, a Yara, em Paulínia, quer retirar os direitos dos trabalhadores. O Sindicato Químicos Unificados é contra a assinatura do acordo de PLR proposto pela empresa, que acaba com o pagamento de valor mínimo de PLR, fim da antecipação do valor e nem mesmo cumprir…

Heringer foto

Porque não vamos assinar a PLR na Heringer

Empresa não paga o valor mínimo acordado na Convenção Coletiva O Sindicato Químicos Unificados não assinará o acordo de PLR da Heringer, em Paulínia. A empresa de fertilizantes não paga o valor que o trabalhador merece e ainda não respeita a nossa Convenção Coletiva. Assim, ela não garante nem o mínimo estabelecido na nossa convenção que é de R$ 1.160,00. Desta forma, a empresa coloca os trabalhadores em risco ao produzir o máximo de toneladas de produto sem a devida…

ASSEMBLEIA PPG-1-37

Denúncia de assédio moral na fábrica da PPG em Sumaré

O Sindicato Químicos Unificados tem recebido diversas denúncias dos trabalhadores da PPG, indústria de tintas localizada em Sumaré. Apesar dos números demonstrarem que a empresa está com um grande fôlego financeiro, os trabalhadores, em especial os da produção, sofrem assédio moral e muita pressão no ambiente de trabalho neste período de pandemia. Os trabalhadores denunciam o forte assédio moral da coordenadora do laboratório de resina, onde fica o prédio novo da PPG. Segundo as denúncias, ela ameaça a todos, dizendo…

ASSEMBLEIA PPG (35)

Trabalhadores denunciam pressão e assédio moral na fábrica da PPG em Sumaré

Ameaças de demissão, trabalho aos sábados sem pagamento de hora extra e demissão de trabalhadores com estabilidade estão recorrentes na empresa, segundo denúncias O Sindicato Químicos Unificados tem recebido diversas denúncias dos trabalhadores da PPG, indústria de tintas localizada em Sumaré. Apesar dos números demonstrarem que a empresa está com um grande fôlego financeiro, os trabalhadores, em especial os da produção, sofrem assédios moral e muita pressão no ambiente de trabalho neste período de pandemia. Recentemente, a empresa anunciou que…

ASSEMBLEIA SHERING WILLIANS-1-18

SW de Sumaré persegue trabalhadores

A empresa, apesar de altos lucros, obriga os funcionários a assinarem acordos individuais de redução de jornada e salário, além de assédio moral dentro da fábrica segundo denúncia dos trabalhadores A fábrica de tintas Sherwin Williams, localizada em Sumaré, tem tomado diversas decisões que estão deixando os trabalhadores indignados. Em virtude da pandemia do covid-19 que estamos vivendo, a empresa optou por aderir à MP-936, que permite a suspensão ou redução da jornada e salário. A empresa não entrou em…

ASSEMBLÉIA RODHIA (26)

A hora agora é de pressão!

A Air Liquide, que fica dentro do complexo da Rhodia em Paulínia, pressiona os trabalhadores para implantar a jornada de turno fixo, com folga de dois dias e alternância a cada 4 meses de turno de trabalho. Isso implica em perdas de adicionais de turno, noturno e impacta na condição física e mental dos trabalhadores. Não podemos aceitar esse retrocesso! A quinta turma é fundamental para o bem estar e a qualidade de vida dos trabalhadores. “É importantíssimo manter a…

megafone quim

Sindicato protege os direitos dos trabalhadores

Sindicato vai à luta e garante para seus associados o emprego e a renda da maioria dos trabalhadores. Mesmo com a Medida Provisória 936, que permite as empresas suspenderem ou reduzirem os salários, os dirigentes dos Químicos Unificados só assinam acordos coletivos que protegem os direitos, a vida e o salário da classe trabalhadora. Na 3M do Brasil, em Sumaré, nenhum trabalhador terá redução de salário e, nas empresas The Lycra Company (ex- Invista), em Paulínia, e SurTec, em Valinhos,…

fabrica de tinta 2

As maiores fabricantes de tintas colocam o lucro acima da vida

Vitor Hugo Tonin Economista Sindicato Químicos Unificados A Sherwin-Willians (SW) e a PPG estão dizendo que não tem condições financeiras de manter o salário de seus trabalhadores durante a pandemia. Por isso estão promovendo reduções salariais e demissões em suas plantas localizadas em Sumaré – SP. De fato, a pandemia tem provocado recessão econômica seja como efeito colateral do necessário isolamento social, seja como efeito das mortes que o vírus provoca. Por isso várias empresas estão vendo suas vendas caírem….

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados