News details

Read the full story here

Atesq receberá “Diploma de Honra ao Mérito” da Câmara Municipal de Campinas

A Associação dos Trabalhadores Expostos a Substâncias Químicas (Atesq) receberá o “Diploma de Honra ao Mérito” da Câmara Municipal de Campinas, em reconhecimento à luta travada, e vitoriosa, dos ex-trabalhadores contra as multinacionais Shell Brasil e Basf S.A., causadoras de contaminação ambiental e humana a partir de sua planta industrial instalada no bairro Recanto dos Pássaros, em Paulínia.

A homenagem é uma iniciativa do vereador Paulo Bufalo (foto acima), do Psol, e será entregue em solenidade no dia 22 de novembro, às 20 horas, no Plenário “José Maria Matosinho” da Câmara Municipal, avenida da Saudade nº 1004, no bairro Ponte Preta.

O vereador justifica o “Diploma”

Assim o vereador Paulo Bufalo fundamentou as argumentações para sua iniciativa de propor à Câmara a concessão do “Diploma de Honra ao Mérito” à Atesq.

“Atesq – A luta pela vida!

Desejamos homenagear um grupo de trabalhadores que lutam pela vida há mais de dez anos na justiça. Em 2001, um grupo de ex-trabalhadores das empresas Shell S.A. e Basf S.A. criaram uma comissão para tratar questões de contaminações adquiridas no local de trabalho. As fábricas ficavam nos bairros Recanto dos Pássaros e Bairro Poço Fundo, em Paulínia.

A contaminação ocorreu a partir de 1970 com produtos químicos como os pesticidas clorados Aldrin, Endrin e Dieldrin, compostos por substâncias cancerígenas. A contaminação ambiental também atingiu aos moradores desta região, que foram obrigados a se mudarem. Morreram até o momento 64 ex-trabalhadores.

No início de 2002, o descaso das multinacionais levou o Sindicato Químicos Unificados – Regional de Campinas a tomar providências nos campos políticos e jurídicos. De lá para cá, a comissão recebeu apoio de diversas entidades do movimento social, parlamentares e pessoas comprometidas com a defesa da saúde e do meio ambiente, pela contaminação ambiental e humana.

Em 2006, o grupo fundou a Associação dos Trabalhadores Expostos a Substâncias Químicas (Atesq). O coordenador geral da Atesq, Antônio de Marco Rasteiro, está no terceiro mandato da entidade. Rasteiro era trabalhador da Shell e vem representando os colegas pelo país ao levar a história e a coragem da luta. Os trabalhadores estão na justiça pela vida em uma batalha que durou mais de dez anos. O pedido dos operários era por um atendimento médico de qualidade. As empresas conseguiram arrastar nos tribunais e não concederam o plano de saúde.

Vitória histórica dos trabalhadores

A conquista dos ex-trabalhadores finalmente chegou, em 08 de abril de 2013, com decisão favorável, após 12 anos de vaivéns na justiça em primeira e segunda instâncias.

A audiência no Tribunal Superior do Trabalho, em Brasília, foi presidida pelo ministro Carlos Alberto Reis de Paula e teve a ministra Delaide Alves Miranda Arantes como relatora do processo. No total, 1.068 pessoas, entre ex-trabalhadores e dependentes, fizeram parte do processo.

O coordenador da Atesq e ex-trabalhador da Shell, Antônio de Marco Rasteiro, acredita que foi “uma grande conquista em defesa da saúde e da vida dos ex-trabalhadores Shell/Basf, o principal foco da ação. Agradecemos a todos que se juntaram a nós nesta luta, mesmo contra a opinião de muitos que diziam que as multinacionais iriam ‘comprar tudo’ e que a causa, embora justa, estava perdida desde o início. E tudo começou com apenas três ex-trabalhadores, persistente e teimosos, que levaram dois anos até que a luta começasse a se concretizar.”

O pagamento de indenização foi por danos morais coletivos, indenizações individuais proporcionais ao tempo de serviço e do plano de saúde aos ex-funcionários e seus dependentes. Parte desse valor será destinado à Fundacentro, ao Centro de Referência em Saúde do Trabalhador (Cerest) em Campinas e para a construção de uma maternidade em Paulínia.

Outra vitória importante é que a indenização custeará o tratamento médico de pessoas contaminadas indicadas pelo Ministério Público do Trabalho, decorrentes de desastres ambientais, contaminação ambiental, intoxicação aguda ou acidentes de trabalho que envolvam queimaduras, preferencialmente na Região Metropolitana de Campinas.”

VEJA TAMBÉM

Reportagem da TV Campinas (EPTV) fala sobre o filme “O Lucro Acima da Vida”, que está em fase de produção pelo Sindicato Químicos Unificados e que contará a história desta vitoriosa luta dos ex-trabalhadores Shell/Basf, sindicalistas e militantes em defesa da saúde, da vida, do ambiente e de segurança no local de trabalho:

SIGA ESTE LINK para assistir à reportagem da TV Campinas.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados