News details

Read the full story here

Juíza Targa discute lições do crime Shell/Basf, em palestra na Escola Judicial. E é homenageada

 

Cerca de cem pessoas, entre magistrados, servidores e estagiários, lotaram o auditório da Escola Judicial do Tribunal Regional do Trabalho (TRT-15), em Campinas, na tarde de 17 de abril, para assistir à palestra sobre o “caso Shell/Basf” proferida pela juíza Maria Inês Corrêa de Cerqueira César Targa. Titular da 2ª Vara do Trabalho (VT) de Paulínia, a magistrada é autora da sentença que condenou as empresas a indenizarem e a prestarem atendimento integral à saúde aos ex-trabalhadores da fábrica de pesticidas instalada no município e aos filhos destes gerados após a exposição dos pais a substâncias tóxicas.

Após ser confirmada pela 4ª Câmara do TRT, a decisão foi objeto de recurso de revista no Tribunal Superior do Trabalho (TST), onde a ação foi finalmente resolvida no último dia 8 de abril.

No evento, a juíza Targa recebeu homenagens (foto acima) dos ex-trabalhadores Shell/Basf, representados por Antonio de Marco Rasteiro e Mauro Bandeira Torres, coordenadores da Associação dos Trabalhadores Expostos a Substâncias Químicas (Atesq).

ACESSE AQUI para ler a matéria completa, diretamente no site do Tribunal Regional do Trabalho (TRT – 15ª Região), em Campinas.

Assista vídeo da audiência final, no TST em Brasília

ACESSE AQUI para assistir vídeo da sessão final no Tribunal Superior do Trabalho (TST), em Brasília, dia 8 de abril, que definiu o cumprimento de obrigações da Shell/Basf pelo crime de contaminação ambiental e humana por ambas cometido no bairro Recanto dos Pássaros, em Paulínia/SP.

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados