News details

Read the full story here
trinta milhões

Trinta milhões de pessoas perderam renda na pandemia

A crise sanitária causada pela Covid-19 gerou não só um grave problema de saúde como também teve grande impacto no mercado de trabalho. De acordo com estudo do DIEESE (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), 19 milhões de pessoas foram afastadas do trabalho e 30 milhões tiveram alguma redução no rendimento do trabalho.

Diante desse cenário, o auxílio emergencial tem sido essencial para cobrir parte da perda do rendimento dos trabalhadores. Programas de transferência de renda são importantíssimos nesse momento de crise que o mundo inteiro vive devido ao coronavírus. Vale lembrar que a proposta inicial de Bolsonaro era o valor pífio de R$ 200,00. Só a mobilização e a luta das entidades sindicais, movimentos sociais e partidos políticos conquistaram o valor atual de R$ 600,00.

O estudo do DIEESE aponta ainda que 18,5 milhões de brasileiros não trabalharam e não procuraram ocupação devido à pandemia. As perdas de rendimento foram maiores entre os ocupados dos serviços, do comércio e da construção e entre os trabalhadores informais. Além dos ocupados em serviços essenciais na pandemia como entregadores e trabalhadores da saúde e da limpeza.

POST COMMENT

TESTE

Desenvolvido por Lógica Digital

© 2016 Químicos Unificados